´╗┐´╗┐

REVISTA

10 coisas para fazer em Bruges

 

Uma cidade de conto de fadas, perdida no tempo, que se tornou um dos roteiros mais famosos da Bélgica e agora pode ser o seu próximo destino.

 

 

 

 

É provável que você não tenha ouvido falar de Bruges. Pudera. Este pequeno recanto medieval da Bélgica, que já foi uma importante cidade portuária séculos atrás, ficou isolada e esquecida após um dos seus canais secar e fazê-la entrar em declínio mercantil.

Sim, a pacata Bruges chegou a ser uma das principais economias da Europa, entre os séculos XII e XV. A cidade era repleta de comerciantes vindos dos quatro cantos do mundo. Até que o rio, que ligava a cidade ao mar, foi assoreado e os navios ficaram sem acesso.  Mas os seus administradores trataram de reerguê-la, 400 anos depois, tornando-a um dos destinos mais procurados do país. Linda, como saída de um conto de fadas, foi tombada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, em 2000 e logo depois, em 2002 ganhou o título de Capital Europeia da Cultura. 

A capital da província de Flandres Ocidental, conhecida como “Veneza do norte”, tem cerca de 120 mil habitantes, e é possível conhecê-la quase toda em um dia, e o melhor: a pé! Se a Bélgica estiver no seu roteiro, inclua a cidade-monumento entre os seus passeios, e você irá se surpreender. Aqui, reunimos o que você precisa saber sobre Bruges e 10 motivos para conhecê-la!

 

 

 

 

 

 

 

 

1. O charme medieval

Algumas horas em Bruges e já é possível entender o clima do lugar: ela parece ter uma fenda no tempo, o que mantém intacto o seu charme medieval. As ruas de pedras, as edificações góticas e as casinhas coloridas. A praça central, iluminada por grandes candelabros, tem carruagens indo e vindo, ruelas estreitas feitas de pedras e canais bucólicos. Uma curiosidade: antigamente as famílias eram taxadas pelo número de janelas que as casas possuíam e, por isso, muitos as cerravam com tijolos. Até hoje, é possível encontrar casas com as suas janelas vedadas por eles.

2. O chocolate!

O cholocate belga é conhecido por ser o melhor do mundo! Há dezenas de lojas de chocolates, uma delas é a Spegelaere (Ezelstraat 92,) onde você pode experimentar as “pralines”. Há também o Museu do Chocolate, mas se você prefere fugir dos roteiros clichês turísticos, compre os seus em uma das lojas espalhadas pela cidade, sente-se à beira de um canal e aprecie-os, sem moderação!

 

3. A cerveja belga

Bruges é bem servida nesse quesito. A famosa cervejaria local Haalve Maan (A Meia Lua, que fica na Walplein 26), produz a Brugse Zot. Na cervejaria você pode experimentá-la na pressão, antes de ela ser filtrada (pois esse processo é feito fora de Bruges), então o sabor que você sente na cervejaria é diferente do sabor final, quando você a consome em um bar.

Há um tour guiado e você ainda terá uma bela vista da cidade do telhado da cervejaria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4. O Grote markt

O mercado central da cidade é lindo. E reúne muitos prédios de relevância histórica na praça central. Cada lado da praça é cheio de prédios em diferentes estilos, construídos ao longo de vários séculos. Há o Palácio Provincial e o antigo correio, com edificações neogóticas e do outro lado, as famosas casinhas coloridas. Sem contar os restaurantes e cafés. Ali, sem dúvida, é o coração de Bruges.

 

5. O Campanário

A torre impressionante fica no Grote Markt e é um símbolo da cidade. Uma escada de 366 degraus o leva ao topo. É cansativo, mas a recompensa final vale o esforço. É possível admirar o carrilhão e os sinos de bem perto, além da vista panorâmica da cidade. 

 

6. Jardins das Beguinas de Flandres( Begijnhof) 

As Beguinas eram mulheres que queriam viver uma vida retirada e dedicada a Deus, mas sem se ordenarem formalmente e por isso foram rejeitadas pela igreja católica. Assim, elas formaram comunidades, com casas protegidas por um muro e voltadas pra um jardim central, onde havia uma igreja. Ali só moravam mulheres e, inclusive, ninguém do sexo masculino podia visitar o local. Uma história interessante, além de bonito de se ver!

 

 

 

 

 

7. A Igreja de Nossa Senhora e a Virgem Maria com criança, de Michelângelo

É um prédio sóbrio, porém a principal atração é  a escultura da Virgem Maria com criança (Madonna with child), que dizem ser a única escultura de Michelângelo a deixar a Itália enquanto ele ainda era vivo. Comprada por um patrono rico da cidade, ela foi e voltou ao longo do tempo, por conta das guerras e invasões, até “assentar-se” de vez na igreja. A entrada é grátis. 

 

8. Passeio pelos canais

Ir a Bruges e não passear de barco pelos seus canais é inadmissível, segundo muitos turistas! Os guias são simpáticos e gentis, e contam a história da cidade durante o passeio, levando você até o famoso Lago do Amor. É tudo bem romântico e é possível ter uma outra ótica da cidade.

 

9. Tem praia, sim!

Se você for a Bruges no verão, ainda pode conhecer algumas praias, como Knokke e a Zeebrugge. Knokke, por exemplo, é um local de veraneio e fica na fronteira com a Holanda. Surgiu com a construção dos diques de proteção do principal canal navegável, na época.

 

10. Burge Square e Basílica do Sangue Derramado

 

Outra praça bonita, cheia de edifícios suntuosos, relíquias da era medieval. Lá está o prédio que abriga a prefeitura da cidade e a Basílica do Sangue Derramado (Basiliek van het Heilig Bloed), construída no século XII, onde se encontra um pedaço do Santo Sudário e um relicário que guarda, segundo os que acreditam, um pouco do sangue de Cristo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SAIBA MAIS:

 

• Muitos museus e bares fecham na segunda-feira. Programe-se!

 

• As coisas encerram cedo! Os restaurantes servem almoço por volta de 12h às 14h e o jantar até 22h aproximadamente.

 

• É possível comprar o Brugge City Card, que garante entrada em 27 museus, passeio de barco e o uso do miniônibus de turismo.

 

• Entre maio e setembro, é proibida a venda de bebidas alcoólicas de 23h às 7h da manhã em lojas de conveniência! 

 

• Vale a penas assistir ao filme “Em Bruges, na mira do Chefe” (In Bruges), que usa a cidade como plano de fundo e mostra muitos dos seus pontos turísticos.


Comentário