´╗┐´╗┐

REVISTA

SALVE AS LOIRAS GELADAS DA BOHEMIA !

Segunda Guerra Mundial, Leste europeu. O todo poderoso exercito alemão invade o antigo império Austro-Húngaro e varre tudo o que vê pela frente. Budapeste vira pó. Viena é  bombardeada. Hitler entra em Praga. Ao ser impactado com a beleza da cidade, se apaixona perdidamente e resolve poupá-la da destruição, ordenando à sua Wehrmacht que mantenha a cidade intacta, sem nenhum arranhão.
 
Essa história é contada com orgulho pelo povo Tcheco aos turistas que visitam Praga todos os anos.  De fato, é uma história real, mas com alguns detalhes omitidos pelo clã do Führer alemão. Sabemos que não foi bem assim. Ele teria se apaixonado mesmo pelas Loiras da região, aquele fanfarrão.
 
Praga é a capital da República Tcheca, coração da região da Bohemia, berço do surgimento do estilo de cerveja mais popular do mundo: a do tipo Pilsner, na cidade de Plzen, daí a origem do nome.
 
A cerveja estilo Pilsner é aquela de coloração dourada, de baixa fermentação, afiado amargor de lúpulo e aroma floral, a famosa “Loira Gelada”. Um orgulho nacional na Bohemia, onde o consumo per capta é um dos maiores do mundo.
 
Até meados do século XIX, eram somente as cervejas da família ALE, de coloração escura, que existiam no planeta. Em todos os lugares eram servidas em canecas de porcelana, estanho ou até mesmo couro, impedindo contato com sua cor como se vê hoje em dia.
 
A partir daí, duas novas invenções mudaram a forma de consumo no mundo inteiro: a cerveja do tipo pilsner, dourada como só ela, e os copos de cristais boêmios, que permitiram a contemplação dessa nova coloração fascinante e muito diferente da habitual. A combinação foi “fatal” e fez um sucesso tão grande, que até hoje esse é o estilo mais consumido de todos.
 
Visitar a República Tcheca, para nós, cervejeiros, é tão especial quanto a emoção de uma criança diante da Disneylândia pela primeira vez. Você não sabe para onde olhar. Em qualquer lugar, há lojinhas com milhares de excelentes cervejas locais aguardando por sua descoberta. Os empórios costumam ter uma infinidade de marcas à disposição e os bares e cafés estão sempre com suas torneiras geladas à espera de uma caneca de cristal. E o melhor de tudo: apesar de fazer parte da União Europeia, a moeda local ainda é a Coroa Tcheca, bem menos valorizada. Um litro das melhores cervejas Pilsner do mundo pode custar até dois euros, uma verdadeira barbada. Praga é, indiscutivelmente, um verdadeiro paraíso cervejeiro.
 
Frederico, o grande, certa vez disse: “Muitas batalhas foram lutadas e vencidas por soldados lotados de cerveja”. Sabendo disso, o alemão do bigodinho se apressou logo em encher os canecos da sua tropa de cerveja Tcheca. Apaixonou-se! Mas que Eva Braun não nos ouça, ele se apaixonou mesmo foi pelas Loiras da região, as Loiras geladas da Bohemia!!!
 

Comentário