´╗┐´╗┐

REVISTA

Quem casa, quer casa.

Não foi difícil para o arquiteto Ricardo Siqueira idealizar o projeto desse apartamento já que o perfil dos moradores era claro.  Na diferença entre a planta original e o que foi proposto pelo profissional, algumas intervenções: excluiu-se um dormitório para que uma das suítes ganhasse espaço, parte da área de serviço deu lugar a um closet para suíte principal e o apartamento ganhou um lavabo. A reforma, que durou cinco meses, garantiu ambientes amplos, confortáveis e ainda foi possível reaproveitar o necessário.  Se por um lado foi preciso trocar todo o revestimento para instalar materiais de fácil manutenção e consequentemente evitar frequentes reparos, por outro, os forros já existentes foram totalmente reutilizados.

Seguindo esta linha, alguns móveis e objetos de decoração passaram por uma seleção e também ficaram no projeto. Já o mobiliário adquirido, tem formas contemporâneas com linhas e cores simples para quebrar a exuberância de ambientes como o Jantar com espelho bizotados, ou o home-theater com o mármore. A partir do conceito de sobriedade, foram escolhidos os tons de cinza e branco em quase todos os ambientes do apartamento.  As cores sóbrias só saem de cena na suíte do casal, onde tons neutros com matiz bege e um pouco de bronze nos espelhos dos armários são os escolhidos. No conjunto de salas (estar e jantar) a iluminação especial convive harmoniosamente obras de arte contemporâneas, peças de design e elementos clássicos, como o lustre em cristais.   Para quebrar a monocromia, telas coloridas e fotografias deixam o living mais aconchegante. A introdução de itens pretos, especialmente na cozinha, permitiu obter um cenário mais jovial.

Outra preocupação do arquiteto foi garantir aos usuários espaços amplos para que os proprietários pudesse receber. A varanda gourmet foi integrada ao living com o anteparo de amplas portas deslizantes de vidro, para ser refrigerada quando necessário e tornando o ambiente ideal para momentos mais descontraídos.  O piso de madeira e o jardim vertical trazem aconchego ao espaço e o mobiliário segue a mesma proposta, com madeira e materiais resistentes como fibra sintética e tela permeável nas cadeiras.  O resultado é um apartamento perfeito e cheio de ambientes convidativos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Comentário