REVISTA

Projeto de pesquisa produz documentário sobre Belém

 
A difusão cientifica enfrenta vários estorvos em sua propagação. Isto é um fato. Entretanto, o grupo de pesquisa “Comunicação, Antropologia e Filosofia”, coordenado pelo professor e doutor em Antropologia, Relivaldo Pinho, condensou seus resultados em um documentário sobre a cidade de Belém, o Fisionomia Belém. Com lançamento marcado para o primeiro dia do Festival de Audiovisual de Belém, o FAB 2015 (29/10), o longa tentará traduzir a pesquisa para o público, apresentando “uma outra Belém”. 
 
A direção do filme fica por conta de Relivaldo Pinho e Yasmim Pires. O documentário busca mostrar uma "outra Belém": contemporânea, talvez pós-moderna e reconhecida por sua população, e não somente apresentada através do ufanismo e imediatismo turístico e midiático que, por vezes, a simboliza.
 
 
Além do documentário, o projeto também resultou em um extenso acervo de imagens sobre a cidade que podem ser conferidas em seu site. As fotografias dão destaque para elementos que costumam passar despercebidos na correria do dia-a-dia, como: ruas, propagandas, avenidas e intervenções artísticas urbanas.
 
O propósito do projeto é mostrar (e compreender) o hibridismo de uma Belém de outrora com a atual. Como por exemplo, edificações seculares que dão espaço para os mais modernos fins. Esse diálogo entre épocas resulta em uma espécie de reconfiguração do espaço urbano em que os belenenses habitam. “As imagens do projeto, e o próprio filme, procuram representar uma contemporaneidade ignorada por um cotidiano que impossibilita uma reorientação do olhar, incapaz de perceber a cidade sob as várias existências imagéticas e temporais, sobre um espaço que se modifica que abandona certas vivências e incorpora outras, na qual ruínas e novos edifícios coexistem, uma metrópole veloz, mas, que ainda caminha, repleta de imagens que cintilam e de rostos anônimos”, explica Relivaldo Pinho.
 
Em paralelo com as imagens da cidade, diversas entrevistas dão contorno ao documentário. Cinco pessoas participaram destas conversas, estas foram: Edyr Augusto, jornalista, radialista, redator publicitário e autor peças de teatro e livros; Ernani Chaves, pós-doutor em Filosofia e professor na Universidade Federal do Pará; Fernando Segotwick, roteirista e diretor; Eder Oliveira, graduado em Educação Artística – Artes Plásticas pela Universidade Federal do Pará; e Lázaro Magalhães, jornalista e músico.
 
 
A estreia do documentário vai ocorrer na abertura do Festival de Audiovisual de Belém. O evento vai de 29 de outubro até 1º de novembro, no Cine Olympia. Com entrada franca, o festival apresenta curtas-metragens, videoclipes, vídeos publicitários, cinema latino, cinema infanto-juvenil e bate-papo sobre crítica de cinema. Confira a programação completa: http://www.portal-fab.com/2015/10/agende-se-confira-programacao-completa.html
 
Os diretores
Relivaldo Pinho é Doutor em Ciências Sociais (Antropologia) pela Universidade Federal do Pará (UFPA). É autor dos livros "Antropologia e filosofia: experiência e estética na literatura e no cinema da Amazônia”; “Mito e modernidade na 'Trilogia amazônica', de João de Jesus Paes Loureiro”; “Amazônia, cidade e cinema em 'Um dia qualquer' e 'Ver-o-Peso'”. 
 
Yasmin Pires é formada em Comunicação Social pela Universidade da Amazônia (UNAMA) e graduanda em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Trabalhou nos videoclipes “Eu Quero Cerveja”, de Félix Robatto, “Oswald Canibal”, de Henry Burnett, e “Redenção”, da banda Álibi de Orfeu. A captação de imagens e edição do documentário ficou sob responsabilidade da Fóton Filmes.
 
Serviço
Lançamento do filme Fisionomia Belém (2015), de Relivaldo Pinho e Yasmin Pires
Data: 29 de outubro
Hora: 19h
Local: Cinema Olympia – avenida Presidente Vargas, 918, Campina, Belém
Entrada Franca

Comentário