REVISTA

Para comer com os olhos e as mãos

Por Fábio Nóva

Fotos: Dudu Maroja

 

Fácil de fazer, saboroso e capaz de matar qualquer fome. Por todas estas qualidades, o hambúrguer se tornou um sucesso de “público e crítica”. Mas antes de vencer o Oscar da gastronomia fast food, o sanduíche já tinha uma história curiosa e se tornou praticamente um símbolo americano.

Para entender esse enredo quase épico, é preciso voltar no tempo. Mais precisamente para os séculos 12 e 13. Reza a lenda que os Tártaros da Criméia, originários dos turcomanos, tinham o costume nômade de carregar as provisões de carne crua embaixo das celas dos cavalos. Quando eles paravam para comer, a peça já tinha virado uma espécie de pasta e era comida mesmo assim. 

A comida desembarcou na América pelos Estados Unidos muito tempo depois, já no século 19, trazida pelos alemães, que embarcavam rumo ao sonho americano pelo porto de Hamburgo. Obviamente, a esta altura do texto você já associou o nome do lanche com o local onde ele foi popularizado. Por ser bom e barato, ficou tão famoso na cidade alemã quanto o chucrute

Na terra do Tio Sam, foi chamado de Hamburg Steak (ou bife de Hamburgo, claro). Os marinheiros americanos, que precisavam almoçar algo prático e saciável, tiveram uma ideia diferente e ao mesmo tempo genial: botar a carne entre dois pedações de pães para comer sem se afastar muito tempo do trabalho. 

Nas décadas seguintes, já no século 20, as lanchonetes incorporaram o produto ao cardápio. O sucesso veio após a Segunda Guerra Mundial. As redes de fast foods, como o McDonalds cresceram junto aos jovens, que usaram os ambientes mais descolados das lanchonetes como pontos de encontros.

No Brasil, o hambúrguer foi introduzido em 1952 por um tenista americano chamado Robert Falkenburg. Robert foi campeão de Wimbledon e se tornou empresário quando se aposentou. Ele inaugurou a primeira loja da Bob’s no Rio de Janeiro.

Já recentemente, os hambúrgueres ganharam mais etapas de preparo, ingredientes e qualidades. Tudo para agradar diferentes paladares – até os mais sofisticados. A mistura de carnes (os chamados ‘blends’), com a brasa substituindo as grelhas e diferentes molhos, foram incorporados aos menus, diversificando públicos para o que foi criado apenas como carne e pão.  

Segundo o empresário Ricardo Costa, 30 anos, há uma característica primordial para qualquer hambúrguer: você tem que conseguir comê-lo. “O hambúrguer tem de ser proporcional, caber na boca. Tem que dar para morder”, afirma. Outro fator importante é que o blend deve levar em conta a qualidade da carne e da gordura. “A proporção de gordura deve ser correta, com 20% de gordura”. 

Ah, e se você quiser dar uma passada no The Premium Steaks, poderá comprar os blends de carne prontos e ainda pode ganhar os pães brioches, fazendo sucesso com os amigos com seus próprios sanduíches em casa. Nesta edição, o Ricardo preparou uma receita de Hamburguer própria para você testar em casa e sujar as mãos sem culpa.  

Preparo da carne

Antes de começar, de fato, é muito importante saber escolher as carnes do blend. Que tal a combinação de fraldinha/peito ou acem/peito? O percentual de gordura de um hambúrguer dever ser perto de 20%.

Vamos ao modo de preparar?

Corte os pães ao meio, passe manteiga e coloque-os na parte de cima da churrasqueira, até dourar bem.

Tire os hambúrgueres da geladeira, tempere com sal e pimenta-do-reino e leve à grelha. Procure virar o burger apenas uma vez na grelha – dois minutos de cada lado.

Qual a hora de colocar o queijo cheddar? O ideal é virar o Burger e colocar o queijo, pondo um abafador por cima.

Grelhe o bacon 1 minuto de cada lado.

Monte seu Burger e adicione o Bourbon BBQ por cima.

RECEITA

Blend de Burger – 360 gramas (2 discos de 180 gramas)

2 unidades de pão brioche

120 gramas de queijo cheddar

Fatias de bacon 

 

MOLHO BOURBON BBQ (acompanhamento)

100 ml de Bourbon

200 ml de ketchup

3 colheres das de sopa de vinagre de maçã

1 colher e ½ de sopa de açúcar mascavo

1/0 colher de sopa de melaço

3 colheres de sopa de mostarda dijon

1 e ½ colher de sopa de molho inglês

½ colher de sopa de páprica

1 colher de sopa de shoyu

Coloque todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo até adquirir a consistência desejada.

 

DICA NO PONTO (acompanhamento)

Pode acrescentar os molhos que desejar no seu Burger para deixa-lo perfeito ao seu gosto. Neste caso, você também pode adicionar uma maionese caseira e a receita a gente também ensina agora!

 

MAIONESE CASEIRA

2 ovos

1 dente de alho

Uma colher de sopa cheia de mostarda Dijon

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

Óleo de canola

Coloque o óleo de canola na geladeira, para utilizá-lo frio. No liquidificador, coloque os 2 ovos, o dente de alho, o sal e a pimenta. Bata tudo até obter uma mistura homogênea. A partir daí comece a colocar o óleo em fio. Quando a mistura tiver engrossando, adicione uma colher de mostarda Dijon e vá adicionando óleo, até obter a consistência desejada, sempre com o liquidificador na velocidade média. 


Comentário