REVISTA

O chocolate é nosso!

Há algum tempo (e nem faz tanto tempo assim) quando a gente fala em “chocolate”, com frequência vem à nossa mente o chocolate com muita gordura e muito, muito açúcar! E o cacau? (Tadinho dele) virou um coadjuvante, quando deveria ser tratado como a estrela principal.
 
Você já percebeu que os chocolates da nossa infância não têm mais o mesmo gosto?!? Cadê aquele chocolate que mobilizava toda a molecada na hora do recreio? Virou uma recordação, embalada com o mesmo rótulo de outrora, mas com percentuais maiores de gordura hidrogenada (!!!!) e açúcar refinado.
Felizmente, nós, amazônidas, temos nos revelado produtores cuidadosos de cacau orgânico - que resulta em um chocolate saboroso, original.
 
É muito alentador perceber esse movimento de produtores locais, que têm progressivamente se organizado para termos safras de cacau de qualidade.
E com um cacau orgânico, conseguimos produzir chocolate orgânico! Cujo sabor é mais intenso, mais rico e mais puro.
 
Ao alcance das mãos, temos a oportunidade de reeducar nossos paladares. Acreditem: muito do que a grande indústria alimentícia oferece neste quesito, há algum tempo deixou de ser chocolate. Se você ainda estiver em dúvida, faça um esforço para ler as letrinhas cada vez mais diminutas da “informação nutricional”.
 
Óbvio que há exceções (felizmente!), mas, na dúvida, privilegie o que é nosso; o que é feito com amor e, principalmente, uma cadeia produtiva que nasce, se desenvolve e frutifica no Pará. Ouso dizer, sem medo, que o cacau paraense, em algum tempo, superará muitos “mitos sagrados”.
 
Para isso a gente precisa se permitir...
 
Vida longa ao chocolate orgânico made in Pará! Nós vamos longe!

Comentário