REVISTA

O 'bê-a-bá' da arquitetura

Crianças são agitadas, por isso precisam de espaço amplo. Já na hora de dormir, ou de estudar, os pequeninos necessitam de ambientes confortáveis, que propiciem um momento de relaxamento. Pensar no quarto dos filhos é mesmo uma tarefa difícil e exige alguns cuidados. O ideal é que o espaço agregue as necessidades de forma criativa, servindo de cenário para o estímulo da imaginação.

A reportagem do site da Revista Leal Moreira visitou a Casa Cor Pará – a edição local da mostra que é considerada a maior vitrine da área de arquitetura e decoração do país – para saber quais são as últimas tendências do setor voltadas para o universo da garotada.

Beleza e Praticidade

O nascimento de uma criança é cercado de expectativas e de muito trabalho, como a preparação do quarto destinado ao bebê. Para receber uma vida nova e frágil, é necessário ter cuidado com os móveis e até mesmo com a decoração. É isso que mostra o espaço de exposição da arquiteta Rosângela Martins na Casa Cor Pará.

O “Quarto do Bebê”, além de zelar pela estética, apresenta soluções eficientes para o dia a dia de uma criança. No quarto, há lugar adequado para brincar, dormir e um espaço diferenciado para higienização, divisão que estimula o senso de organização desde cedo.  Os objetos e detalhes do quarto possuem cores neutras, que causam uma sensação de aconchego – ideal para esta fase da vida.

Para Rosângela, unir conceitos de beleza e praticidade é fundamental na hora de arquitetar o ambiente de uma criança. “O clima de comodidade é a tônica do meu projeto para a Casa Cor. Fizemos a área de dormir seguindo uma linha clássica, porém com um conceito geral moderno, todos esses fatores adequados ao uso contribuem muito para o resultado final do ambiente”.

Cores e ousadia

Dando um passeio pela Casa Cor Pará, o que se pode perceber é uma forte tendência em ambientes monocromáticos. Porém, nos espaços destinados a criançada já na fase de descoberta, a mistura de cores não só é permitida, como é muito bem vinda. No espaço proposto pelas arquitetas Ana Cláudia Peres e Andréa Riccio tons diversos se unem ao fundo branco, resultando em um mosaico divertido. 

No “Quarto dos Gêmeos”, espaço de exposição das arquitetas na mostra, muitos brinquedos e uma disposição diferenciada dos móveis. As camas suspensas dão um ar futurista ao ambiente e também fazem o espaço parecer maior e mais atrativo à garotada.

As ferramentas e possibilidades para fazer o espaço perfeito dos filhos são diversas, dependendo das prioridades. Porém, o mais importante é fazer de tudo para que as crianças cresçam em um ambiente saudável e de felicidade.

Dicas:

  • Na hora de escolher o cantinho onde fica o berço do bebê, preste atenção na circulação do vento do ambiente. O ideal é que ele fique em um local arejado, mas que não esteja no caminho da circulação de ar.
  • Móveis práticos são ideais para ocupar quartos de crianças. Priorize materiais laváveis e resistentes.
  • Opte por ambientes arejados e que permitam que a criança se movimente bastante.
  • Evite televisão, vídeo game e outros eletrônicos no quarto do sue filho. Assim, ele terá menos relação com atividades que o deixam estático e terá mais concentração para os estudos.

Comentário