REVISTA

Joias de Nazaré

Profissionais do Polo Joalheiro confeccionaram 103 peças cujo tema são as Madonas do Barroco

Há 300 anos Plácido José de Souza encontrou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré em uma das margens do Igarapé Murutucu. De lá para cá, a história do humilde homem se transformou em uma das maiores manifestações de devoção de um povo. Todos os anos, ela serve também de inspiração para um grupo de designers locais que criam a coleção Joias de Nazaré, que este ano será lançada oficialmente na Casa Cor Pará.

O maior evento de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas abre espaço também para o design que adorna e embeleza o corpo. A coleção, intitulada “Madonas do Barroco – A fé nos braços da Mãe”, é composta por 103 peças, produzidas por profissionais do Polo Joalheiro, que usam materiais diversos, entre eles preciosos, para homenagear a padroeira do Pará. Os colares, pulseiras, brincos e outros apetrechos refletem pura beleza, luz e a marca exclusiva de habilidosas mãos de verdadeiros artistas.

O uso de ícones da religiosidade local como fonte de inspiração para joias resultou em peças inusitadas, originais e de bom gosto, especialmente se a referência vem da Virgem de Nazaré, em uma leitura extraída do barroco. Para chegar à fórmula certa, designers e artesãos assistiram a palestras sobre história da arte e visitaram o Museu de Arte Sacra (MAS), instalado no prédio histórico que abriga também a Igreja de Santo Alexandre, forte referência do estilo artístico e arquitetônico na cidade.

Para ajudar a aguçar a sensibilidade dos designers para a beleza dos signos locais, veio a Belém a jornalista e designer Cristina Franco, especialista que durante anos fez a cobertura de grandes eventos de moda e comportamento no país. “A Casa Cor é um evento nacional, que acontece pela primeira vez em Belém, dando visibilidade e abrindo mercados à produção local”, diz ela.

A designer reforçar aos joalheiros locais o cenário de riqueza da Amazônia, grande berço de referências iconográficas, que pode servir na geração de renda a quem aproveita esta multiplicidade cultural com criatividade. As peças da coleção são resultado de um workshop coordenado pela conceituada designer de joias Rosângela Gouvêa. A prévia deste trabalho pôde ser apreciada em desfile no Congresso da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo. Após o lançamento na Casa Cor, a coleção fica em exposição no Polo Joalheiro até dia 30 de outubro.


Comentário