REVISTA

A sofisticação mora ao lado

A contratação de um arquiteto para um projeto tão especial quanto o novo apartamento de uma família  se sustentou na premissa básica de confiança entre os futuros moradores e a arquiteta. No caso deste apartamento de 280 m² no Umarizal, Vanessa Martins, responsável pelo projeto, já conhecia os proprietários – uma médica e um engenheiro – pois ela também havia projetado o antigo apartamento do casal. Tamanha afinidade garantiu carta branca para Vanessa idealizar todos os espaços do ambiente sem nenhuma interferência: Do Living ao jantar, passando pela cozinha e gabinete, além das três suítes. Como o apartamento já atendia todos os desejos da família, a única alteração estrutural foi na porta de entrada do imóvel, deslocada para um  outro lado.

 

 

A sofisticação do apartamento pode ser percebida logo na entrada, em detalhes como acabamento como piso de pedra Nanoglass, nas paredes revestidas de mdf amadeirado, no uso de pedras como ônix em móveis e, cristais nos pendentes da sala de jantar e quarto do casal, por exemplo.  Os tons neutros marcam a decoração de todo o ambiente com móveis clássicos e contemporâneos, destacando o design brasileiro de Jader Almeida e Guilherme Torres. Garantindo conforto e sofisticação, o imóvel tem som, ar e iluminação automatizados.

Para dar mais conforto a família na hora de receber, a varanda foi refrigerada e tem portas de vidro que, quando abertas, integram o ambiente ao living, assim como o gabinete, onde as portas de correr em alumínio e espelho são quase imperceptíveis, e também dão a opção de integrá-lo ao estar.

 

 

Nas suítes, já conhecendo bastante os gostos de cada integrante da família, Vanessa seguiu sua intuição. No quarto da menina o romantismo é evidenciado pelas cores rosa e branco, no lustre de cristal e no papel de parede de bailaina, mas arquiteta ousou na mistura de ouro velho, prata e dourado em alguns objetos. No quarto do menino o cinza, branco e vermelho trazem à tona o gosto do jovem por grafite e de ter muitos pequenos objetos, foi necessário criar vários nichos especialmente para esta finalidade. No quarto do casal, se mantém a opção por peças clássicas como a cabeceira de veludo, as cômodas  e o pendente de cobre e cristal. O resultado é um apartamento sofisticado e com muita autenticidade, marca registrada da arquiteta.

 


Comentário