POR DENTRO DA LEAL MOREIRA

É Círio na Leal Moreira!

                                                    

 

 

Era por volta das três horas da tarde quando os fogos anunciaram a chegada da imagem de Nossa Senhora de Nazaré. Muitos funcionários se aglomeravam na entrada do empreendimento, decorada com balões brancos e amarelos, à espera de ver de pertinho e quem sabe, tocar na imagem da  padroeira dos paraenses. O clima de muita emoção, entusiasmo e fé marcou a terça feira, para os trabalhadores do empreendimento Torres Dumont, no Bairro do Marco, em Belém.

 

 

 

A imagem foi trazida pelos Guardas da Santa e conduzida ao segundo andar do empreendimento pelo Sócio Diretor da Leal Moreira, João Carlos Moreira que, muito emocionado,  lembrou  da responsabilidade carregar  a imagem. “Ano passado quem conduziu a Santa foi o engenheiro da obra, mas este ano coube à mim ter esta responsabilidade que é uma mistura de tensão com a emoção do momento. E é uma emoção muito grande e vem junto com uma sensação muito boa, de estar ao lado da virgem Maria, realmente, é indescritível”.

 

 

A auxiliar de serviços gerais, Raimunda Lobo que esperava no segundo andar, também estava bastante emocionada. O momento era de reforçar a fé pois seu único filho passará por uma cirurgia. “Eu sempre a recebo ela com todo carinho, de braços abertos. Todo ano é assim, só de ver os cartazes na obra já me emociono  e hoje eu vou pedir pela saúde do meu filho”.

Uma celebração foi realizada pelo Diácono Admar Junior, da arquidiocese de Belém. Ele ressaltou o privilégio dos trabalhadores em receber a visita de Nossa Senhora de Nazaré e usou um trecho da bíblia para exemplificar o momento. “Eu acho que esse tempo de Círio quando Nossa Senhora visita lugares como hospitais, empresas e escolas, faz memória ao momento em que Nossa Senhora, como mãe, vai até seus filhos e os coloca no colo. Que honra é essa que nós temos de vir até nós, a mãe do salvador”.

 

 

 

A funcionária Rosa Cristina estava apreensiva mesmo já tendo vivenciado este momento ano passado. “A festa é maravilhosa então vale a pena ter essa ansiedade.  Não é todo dia que Nossa Senhora me visita no meu trabalho então, quando ela vem, tenho que estar assim, de braços abertos,” disse, com lágrima nos olhos.

Além do Torres Dumont, a programação se estenderá até a próxima semana para outras  obras da construtora e também no escritório sede. Será a oportunidade para todos os funcionários   vivenciarem esta mesma emoção.


Comentário